Linha de crédito capitalizar

Consultórios > Linha de crédito capitalizar

Em que consiste a Linha de Crédito Capitalizar?

Resposta:

A Linha de Crédito Capitalizar divide-se em 5 linhas de crédito destinadas a diferentes tipos de operações:

  • Linha “Micro e Pequenas Empresas” – para investimento novo em ativos ficos corpóreos ou incorpóreos ou ao reforço do fundo de maneio ou dos capitais permanentes;
  • Linha “Fundo de Maneio” – para financiar necessidades de fundo de maneio;
  • Linha “Plafond de Tesouraria” – para financiar exclusivamente necessidades de tesouraria;
  • Linha “Investimento Geral” – para investimento novo em ativos ficos corpóreos ou incorpóreos (exceto terrenos, imóveis, viaturas ligeiras que não correspondam a meios de produção e veículos de transporte rodoviário de mercadorias) e aquisição de partes sociais que complementem a atividade;
  • Linha “Investimento Projetos 2020” – para financiar os investimentos elegíveis de projetos aprovados e contratados no âmbito do Portugal 2020.

A Linha “Investimento Projetos 2020” tem uma dotação global de 300 milhões de euros, destinando-se 10% deste montante exclusivamente a empresas do setor primário.

As empresas candidatas devem ser preferencialmente PME certificadas pelo IAPMEI, podendo também candidatar-se outras empresas com um volume de negócios igual ou inferior a 150 milhões de euros, desde se encontre, pelo menos, numa situação comparável à situação B-, em termos de avaliação de crédito, e que não integrem grupos empresariais cuja faturação consolidada seja superior a 200 milhões de euros.

Qualquer empresa candidata a esta linha deve:

  • Apresentar uma situação líquida positiva no último balanço aprovado;
  • Não ter incidentes não regularizados junto da Banca, à data de emissão de contratação;
  • Ter situação regularizada perante a Administração Fiscal e a Segurança Social

A operação de crédito pode ter a forma de empréstimo bancários, locação financeira imobiliária e locação financeira de equipamentos.

O financiamento não pode ultrapassar os 75% do investimento elegível deduzido do incentivo aprovado e contratado no âmbito do Portugal 2020. O montante máximo de financiamento por empresa é de 1.500.000€ ou 2.000.000€, caso se trate de uma PME Líder.

O prazo da operação é de até 6 anos, após a contratação, havendo possibilidade de carência de capital durante até 24 meses. As amortizações são constantes, iguais, trimestrais e postecipadas.

O investimento tem de ser realizado até 18 meses pós a data de contratação. Caso esta condição não seja cumprida, a empresa obriga-se, até ao final do 19º mês, a proceder ao reembolso antecipado do financiamento no valor correspondente ao investimento não realizado.

A garantia prestada pelas SGM poderá cobrir até 70% do capital em dívida em cada momento.

Por acordo entre o banco e o beneficiário, a taxa de juro a aplicar pode ser fixa ou variável. O spread máximo a aplicar varia entre 1,86% e 3,4%, consoante o perfil de risco da empresa e a sua classificação, ou não, como PME Líder.

O incentivo público inerente à Linha de Crédito Capitalizar é concedido ao abrigo do regime de auxílios de minimis.