quinta, 05 dezembro 2013 15:35

Linha FEI

A linha de Crédito FEI 2013 tem como objectivo financiar empresas inovadoras com menos de 500 colaboradores, através de crédito de médio ou longo prazo ou leasing, sendo necessário enquadrar o CAE da empresas e analisar o risco da empresa. Adicionalmente, as empresas não podem ter dívidas ao Fisco e Segurança Social por regularizar, assim como incumprimentos junto da banca não justificados.

São elegíveis financiamentos destinados a investimento novo em ativos fixos corpóreos ou incorpóreos e ao reforço do fundo de maneio ou dos capitais permanentes. A linha FEI 2013 exclui o financiamento de reestruturações financeiras, consolidação de créditos nem operações de financiamento que se destine a substituir crédito já existente de forma directa ou indirecta. Exclui-se também o financiamento para aquisição de ativos financeiros, imóveis, viaturas e terrenos.

O montante global da linha FEI é de 203 milhões de euros e a sua vigência termina a 31 de Dezembro de 2015. Cada empresa pode obter um financiamento máximo de 1,5 milhões de euros, com um prazo que varia entre 18 meses e 10 anos. O reelmbolso deve ser efectuado através de prestações constantes de capital ou bullet.

As operações de crédito a celebrar no âmbito desta Linha beneficiam de uma garantia autónoma prestada pelas SGM Norgarante, Lisgarante, Garval e Agrogarante, destinada a garantir até 80% do capital em dívida em cada momento do tempo.

O FEI garante 50% dos montantes concedidos ao abrigo da Linha, permitindo por essa via uma redução do risco de crédito das operações. Os restantes 50% são garantidos pelas instituições bancárias aderentes (BPI ou BES). Estas instituições bancárias podem impor condições de acesso mais restritas.

Menu Incentivos