A região do Tâmega e Sousa está a apostar fortemente no aproveitamento dos apoios concedidos no âmbito dos incentivos do SI2E. As empresas da região mostram algumas fragilidades, pelo que o sistema agora disponibilizado pode acrescentar potencial em termos concorrenciais, como explicou à “Vida Económica” Paulo Portela, presidente do Conselho Empresarial do Tâmega e Sousa (CETS).

Regime de licenciamento dos empreendimentos turísticos entra em vigor, tendo por base a simplificação dos procedimentos para instalação dos projetos e a redução da imprevisibilidade do tempo de análise destes processos.

A partir de 1 de setembro o IVA passa a ser autoliquidado nas importações, o que beneficia a tesouraria das empresas importadoras. Esta é uma das medidas previstas no Programa Capitalizar com o objetivo de melhorar a situação a situação financeira das empresas. O Progarma Capitalizar esteve esta semana em debate no Citeve, em Famalicão, durante um encontro que contou com a participação do ministro da Economia.

O eurodeputado socialista Carlos Zorrinho defendeu que “o Horizonte 2020 é um programa chave para dar voz global à União Europeia” e, por isso, é imprescindível assegurar a sua base financeira.

Foram apresentadas em Bruxelas as conclusões do relatório, que visa ser um contributo para a reflexão sobre o quadro orçamental pós-2020.